Tim Willits, diretor de criação da id Software, revelou mais informações sobre as ferramentas de modding para PC que serão incluídos no Rage, o primeiro jogo a empresa em desenvolvido desde 2004, depois de Doom 3.

Falando num evento em Utah na semana passada, Willits revelou que as ferramentas disponíveis, provavelmente, não irão oferecer o mesmo nível de liberdade criativa como os títulos anteriores da id.

“No PC sempre iremos enviar o id Studio”, disse Willits. “Então, você pode abrir o console e digitar ‘id Studio’, e – bam! – poderá usar as ferramentas que nós usamos. Construir níveis a partir do zero é mais difícil, mas posso prever que algum modding bacana será produzido com um excelente nível de qualidade.

Willits comentou em 2008 que Rage seria “mais difícil para criar mods” devido a engine id Tech 5 utilizar o sistema de MegaTexture, que armazena dados de textura para os níveis, contendo um enorme mapa que flui dentro desse sistema, ao invés de mapas mais pequenos que sejam individualmente carregados quando necessários.

A empresa id Software tem uma longa tradição de tornar os seus motores antigos open-source, quando ela libera um jogo em um novo motor, mas Willits foi incapaz de dizer se a id irá manter a tradição e liberar o motor de Doom 3, quando Rage for liberado. Parece, no entanto, que a publisher Bethesda – cuja empresa-mãe ZeniMax adquiriu a id Software em 2009 – está feliz com a idéia de dar continuidade com a tradição e liberar a engine de Doom 3 através de uma licença open-source.

“Isso acontece principalmente por causa de John Carmack, explicou Willits, ele define o cronograma para isso. E sua filosofia de manter esse tipo de ligação com a comunidade não mudou.”

Rage vai ser lançado para PC, PlayStation 3 e Xbox 360 em 13 de setembro na América do Norte, e 16 de setembro na Europa.

Deixe um comentário