Após o famoso Unbroken Reality chegar à sua reta final, eu, Shadow Lord, decidi entrevistar um dos responsáveis pelo projeto. Com vocês, o odiado pelo UD nosso adorado Pyrö!

Shadow Lord: Quando você entrou na BrDoom? Entrou já como Administrador ou levou um tempo até o Logan te fazer subir de cargo?

Pyrö: 9 de Junho de 2006, uma sexta-feira. Porém eu ja tinha conhecido a BrDoom mais ou menos em Fevereiro e Março e comecei a ler os tópicos em torno mais ou menos de Maio. E não, primeiramente eu me tornei moderador do fórum do Doom Apocalipse juntamente com o Fabio914, como eu era tão ativo quanto o DU0 na época, meus poderes acabaram sendo ampliados. Quando o Logan colocou o cargo de super-moderador (inicialmente só ocupado pelo DU0, que antes era administrador), eu fiz uma troca de favores com ele e ganhei o cargo, e logo depois veio o Mage (afinal, o Mage é o Mage!). No mesmo ano, em uma conversa pessoalmente com o Logan e o Rico, decidimos que os super-moderadores iram se tornar administradores  e os moderadores se tornariam supers, e o Logan ficaria como o “dono”.

Observação: Mage é o Mage, com M de Maroto!

SL: Como surgiu o primeiro Unbroken? E por que a ideia de criar um Unbroken Reality?

Pyrö: O primeiro “Unbroken” surgiu em 2006, era mais um dos WADs malucos do MegaMan em conjuto do seu irmão, o Marcelo “Dark Lord”. Primeiramente eu era meio indiferente ao projeto, tanto que nem assisti os videos/trailers hilários que o Mega fazia. Depois, o Mega me mostrou via Webcam uma parte do mapa 01 e eu fiquei enlouquecido. Inicialmente o Unbroken seria apenas o mapa 01, mas logo depois que me tornei Beta Tester, o Unbroken iria ser uma “prévia” da história do Doom Apocalipse, e teria mais mapas. Infelizmente, todos os mapas acabaram saindo mais bugados do que o normal, sem um final definido (graças ao Megaman entrar obrigatóriamente no exército). Quando ele apareceu querendo fazer uma continuação no ano retrasado, eu fui convidado a mapear, e assim reformulamos o projeto.

SL: Por que separou o Unbroken Reality em dois WADs? E por que, logo depois, cancelou o que seria a segunda parte do UR?

Pyrö: Inicialmente o “Ultimate Unbroken Reality” seria um MegaWAD de 3 episódios, sendo o primeiro o Unbroken original totalmente refeito, o segundo e terceiro episódio a continuações do mesmo. Mas pela lentidão que o projeto estava, e pelo o terceiro episódio estar tão distante dos dois primeiros, acabei por optar por separar, para ajudar na produção. Depois de muitas analises, percebi que esse terceiro episódio (que seria uma “segunda parte”) seria inutil, uma vez que a história dependia muito do Doom Apocalipse, e como tem haver com o DBR, seria melhor doar essas idéias para o futuro DBR Co-op.

SL: Você teve algum projeto além do Unbroken? O que fará depois do UR?

Pyrö: Tenho o New World 3, que é o encerramento de uma suposta trilogia de WADs da saga do Daniel, ligando com o NeoDoom. Depois do Carnaval, caso o Unbroken sair (o que depende tanto de mim quanto do Megaman), irei me concentrar apenas neste projeto. O resource está quase pronto, e como ja tenho o pacote de texturas só falta realmente mandar para o pessoal que se dispos a me ajudar. Mas não é o NW3 que tenho em mente, tenho várias idéias, e até prometi um mapa ao estilo LOS pro Logan, mas com certeza irão demorar. 2010 vai ser um ano bem ocupado.

SL: Insira suas expectativas para 2010 aqui.

Pyrö: Uma coisa que aprendi em 2009 é não ter expectativas, sejam boas ou ruins.

SL: Quais são os seus WADs favoritos, nacionais e internacionais?

Pyrö: Gosto bastante do Congestion 1024, por ser simples e muito divertido, e claro, sou fã de carterinha dos WADs do Daniel, principalmente New World 2, DoomNiel e NeoDoom.

SL: Alguma palavra de Administrador para nos contar?

Pyrö: Ich Tu Dir Weh (Y)

Observação: Quer saber o que ele quis dizer? Veja no Tradutor!

SL: O que você achou do LOS? Como se sentiu criando um review do mesmo?

Pyrö: Tive muita honra em poder ser um dos primeiros a jogar o LOS; em meu aniversário, joguei o mapa 01 na frente de muitos e adorei. Um ano depois recebi o LOS em segredo. Não tenho muitas palavras para falar o que “achei”, não quero cair na mesmisse que todos falam, ta tudo em meu review. Só espero que o “Caco” não suba na cabeça do Logan!

SL: Como se sente sendo um dos principais responsáveis pela “revolução” da BrDoom, que ocorreu no final de Setembro de 2009?

Pyrö: É engraçado, pois a muito tempo todo mundo sabia da situação caótica que estava o fórum e ninguém agia. Todo mundo sabia que faltava conteúdo, WAD, jogos, algum papo sério, mas ou se acabavam no “lulz” ou sempre numa briga entre “channers x oldschoolers que se entitulavam verdadeiros doomers”. Simplesmente não quis ficar de braços cruzados, principalmente quando o DONO do fórum (ou qualquer outro administrador ou super moderador) não fazia absolutamente PORRA NENHUMA. O povo da BrDoom sempre gosta de um barraco, e quando as coisas chegam num ponto, é sempre necessário fazer uma revira-volta, principalmente porque estavamos perto do dia do pagamento do servirdor, logo, se nada fizessemos a BrDoom iria desaparecer por um logo tempo. Então decidi convocar meus colegas e agir. E foi muito divertido :]

Observação: Graças à essa revolução, virei o famoso “aprendiz de merda” do Pyro. 😉

SL: O que achou da criação de mais um fórum/clã rival, resultante da revolução, o Underground Doomers? Todos que vivem lá estão atrás de sua carne. 😮

Pyrö: Acho engraçadissimo e muitas vezes fico rindo da situação deles. É como o “clã” ROX, eles vieram de nós e necessitam de nós para viver, tanto que muitos de seus membros continuam frequentando nosso fórum. Apesar de terem sua “própia Igreja” eles ainda precisam de “seu Deus”. É claro que eu não gostei nem um pouco da ingratidão do senhor Rodrigo Gomes perante a uma comunidade que ele considerava como sua familia ou casa, mas se ele quis criar o própio fã-clube dele, é algo dele. A porta da BrDoom continua aberta para todos eles, embora não será tão seguro para eles quanto antes.

SL: Você gosta de um ou mais mappers em particular?

Pyrö: Não. Um Logan, um Daniel ou um Tormentor podem ser bons no que fazem, mas são seres humanos e podem cometer erros. Sempre prefiro analisar suas obras do que seus talentos ou genaliadades.

SL: Acha que um dia serei um bom aprendiz, mestre?  ;3

Pyrö: Só depende de você. |o|

Observação: O mestre é muito exigente. D:

E isso é tudo, amigos. Esperamos que essa entrevista tenha sido interessante para você, leitor. Desejamos sempre o melhor para você, Pyrö! Aguarde pela próxima Entrevista!

Deixe uma resposta

2 respostas em “Entrevista com Pyrö!”

  • megamanx3

    AHAHAHHAH eita pryo ta ficando famoso ein! tem até entrevista!